Covid: 4 macrorregiões avançam à Onda Verde

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que que a taxa de incidência da Covid-19 em Minas Gerais caiu 9%. Por isso, quatro macrorregiões que estava na Onda Amarela avançam para a Onda Verde, a mais branda do programa Minas Consciente. São elas: Centro-Sul, Jequitinhonha, Norte e Oeste. Já a macrorregião Leste do Sul progrediu para a onda amarela.

Minas também registrou queda nos números de óbitos e de espera por leitos. A solicitação de internação pela doença caiu 29,59% na última semana. Atualmente, 34 pacientes aguardam vaga para uma UTI para tratamento da Covid-19. Este número chegou a ser pelo menos seis vezes maior no início de junho.

Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (29) durante reunião do Comitê Extraordinário Covid-19. Secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti ressaltou que os indicadores têm melhorado devido ao avanço no processo de vacinação, mas lembrou que ainda não é a hora de se descuidar.

“Já ultrapassamos a marca de mais de 13,6 milhões de doses aplicadas. Com o avanço deste processo, temos observado a redução no número de óbitos, casos e, principalmente de internações, aliviando a pressão no sistema de saúde. Isso só comprova a eficácia e a importância da vacina. Temos que ficar atentos ao calendário da vacinação, incluindo a segunda dose, que é muito importante. Também não é a hora relaxarmos em relação aos cuidados. Devemos seguir com o uso de máscara e evitar aglomerações”, alertou o secretário.

Atualmente, a ocupação de leitos exclusivos para Covid-19 no Estado está em 54,69%, enquanto a ocupação dos de enfermaria está em 79,03%.

Com as mudanças aprovadas pelo Comitê nesta quinta-feira, as macrorregiões Centro-Sul, Jequitinhonha, Norte e Oeste passam para a onda verde do plano Minas Consciente, a mais flexível, se juntando às macro Sudeste e Vale do Aço.

Já Leste do Sul progride para a onda amarela. Seguem nesta etapa as macrorregiões Centro, Noroeste, Leste, Sul e Triângulo Norte. Nordeste e Triângulo do Sul permanecem na onda vermelha. As alterações valem a partir do próximo sábado (31/7).

A taxa de positividade da doença também recuou para 21% em todo o Estado. Com isso, o número de cidades com menos de 30 mil habitantes que poderão progredir de onda, independentemente da situação em que se encontra a macro ou a microrregião, chegou a 100 nesta semana, registrando o melhor resultado do ano. Estas cidades registraram menos de 50 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

O Comitê Extraordinário Covid-19 também aprovou nesta quinta-feira a criação de um grupo de trabalho para aperfeiçoamento dos protocolos do Minas Consciente para os setores de Eventos, Cultura e Entretenimento. Os representantes do governo estadual e dos segmentos se reunirão para que sejam discutidas e elaboradas, em 30 dias, novas medidas visando à segurança na retomada das atividades.

Relacionadas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Informe seu nome

Mais acessadas